Tag Archives: Sindicato dos Bancários

Funcionários do Banco do Brasil obtêm mais uma vitória em ação movida contra o sindicato dos bancários

Apesar de já ter completado oitenta e três anos de idade a Senhora Helena ainda não desistiu de receber pelas horas extras trabalhadas entre 1983 e 1984 quando o Banco Nossa Caixa, agora Banco do Brasil, ainda se chamava Caixa Econômica Estadual: recentemente uma decisão da Cúpula do Tribunal Regional do Trabalho manteve acesa a sua chama de esperança.

A História é longa, mas pode ser resumida em poucas palavras: o Sindicato moveu uma ação para requerer horas extras em favor de seus associados, venceu, mas um expressivo grupo de mais de cinquenta bancários nada recebeu: desconfiados das informações desencontradas dos atendentes e advogados do Sindicato, contrataram o escritório Cristo Constantino & Advogados Associados e descobriram, estarrecidos, que nada receberiam porque o Sindicato não incluíra seus nomes da lista dos sindicaliizados beneficiados. Como não estavam na lista, o juiz não determinou que o Banco lhes pagasse pelas horas extras.

Os advogados ainda tentaram receber o valor devido aos bancários de forma amigável, afinal, o próprio Sindicato reconhecia a condição de associados beneficiários, mas após esperarem alguns meses pela resposta dos dirigentes da entidade sindical perceberam que não haveria outra solução, a não ser outra ação judicial, agora contra o Sindicato dos Bancários.

Compartilhe este texto nas redes sociais:

Sindicato dos bancários é condenado a pagar indenização aos seus associados

No distante ano de 1986, quando ainda eram funcionários do Banco Nossa Caixa (hoje Banco do Brasil), diversos colegas venceram ação trabalhista para receber horas extras de seu empregador, mas, para sua surpresa, nada receberam graças a um erro grave do Sindicato, que ajuizara a ação em seu favor.

No ano de 2006, preocupados com a demora de vinte anos no recebimento de uma causa ganha, e desconfiados das respostas evasivas dos advogados do sindicato (que diziam que a causa ainda estava no Tribunal…) os bancários contrataram o escritório CRISTO CONSTANTINO & ADVOGADOS.

Compartilhe este texto nas redes sociais: