COMO ADMINISTRAR O DINHEIRO (especialmente o que você ainda não tem) Regras simples de Direito Preventivo para garantir o seu futuro

O que a administração do dinheiro tem a ver com o Direito? Tudo, afinal, a má administração do dinheiro, ou a sua falta, é causa de mais de cinquenta por cento dos divórcios ocorridos no Brasil, assim como, motivo pelo qual milhares de processos são levados ao Poder Judiciário todos os dias. Por este motivo, o presente texto apresenta ao nosso público um conjunto de sugestões simples, mas, comprovadamente eficazes que permitirão ao leitor aprender a poupar uma parte de seus recebimentos, bem como a dar um bom destino aos valores poupados.

As sugestões abaixo aliam nossas experiências pessoais sobre o assunto, bem como, foram extraídas de um livro muito interessante, editado pela EDIOURO, chamado “O homem mais rico da Babilônia”, escrito por George S. Clason, que você não pode deixar de ler.

A primeira etapa é aprender a separar dez por cento de todos os seus recebimentos (salário, gorjeta, mesada, comissão, décimo terceiro, férias…) antes de efetuar qualquer gasto. Parece, em princípio, uma tarefa impossível, mas nossa convivência com amigos e familiares que aprenderam a fazer isto nos permite assegurar que é muito mais fácil do que parece, pois, o percentual de dez por cento é o suficiente para não pesar em suas necessidades mensais, ou, em outras palavras, o leitor mal perceberá que separou este numerário.

Mas não é só isto: embora a quantia pareça baixa, ao vê-la acumular-se no banco e acrescida dos juros e correção monetária, servirá de grande estímulo a que você continue fazendo o necessário esforço para poupar e o estimulará a pensar duas vezes antes de gastar com supérfluos, afinal, pesquisas noticiam que mais de trinta por cento de nosso dinheiro é gasto com compras inúteis.

A segunda etapa é o destino que daremos ao dinheiro economizado: o “homem mais rico da Babilônia”, no livro acima, ensina que “cada moeda economizada é um escravo que pode trabalhar para você. Cada moedinha que esta moeda produzir torna-se um filho apto a levantar mais fundos”. A sugestão, neste item, é aconselhar-se com um conhecido que, sabidamente, tenha boa experiência na administração de suas economias: aconselhe-se sobre ações com um administrador de fundos de ações, trate sobre jóias com um joalheiro e construção de imóveis com um empreiteiro experiente.

A terceira, e mais difícil das etapas consiste em não colocar o coração no dinheiro acumulado: não permita que a arte de administrar bem o seu dinheiro se transforme em uma obsessão que o torne cego para as demais necessidades humanas: o respeito às pessoas que nos rodeiam e o amor ao próximo não podem ser desprezados, não são incompatíveis com uma correta administração do seu dinheiro e, certamente, não retirarão de você a paz de espírito, tão necessária a todos os seres humanos, ricos, pobres ou remediados. Boa sorte nesta nova etapa de tua bem administrada vida financeira.

 

Ismael Cristo é advogado em São Paulo, Mestre em Direito pela PUC/SP e professor de Direito (cristoconstantinoadv@hotmal.com).

CRISTO CONSTANTINO & ADVOGADOS ASSOCIADOS
ASSESSORIA JURÍDICA E EMPRESARIAL

R. Conde do Pinhal, 08, Cj. 101 – São Paulo – SP
Tel/Fax: (11) 3107-0908 – Nextel: (11) 7836-9689 ID: 54*16828
E-mail: contato@cristoconstantino.com.br / cristoconstantinoadv@hotmail.com

Imóveis na planta - Da concessão de tutela antecipada impedindo que as construtoras continuem a cobrar as parcelas do consumidor que pede a rescisão do contrato

Os noticiários diários anunciam a crise econômica no Brasil neste ano de 2015. Recessão, demissões, ajuste fiscal, corrupção, inflação, aumento dos juros e a estagnação da economia são os assuntos [more]

FUNCIONÁRIA DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO GANHA NA JUSTIÇA O DIREITO DE RECEBER O ADICIONAL DE QUALIFICAÇÃO

No ano de 2013, o Estado de São Paulo publicou a lei complementar 1.217/2013, que instituiu o plano de cargos e careiras dos servidores do Tribunal de Justiça de São Paulo, na qual estabeleceu no seu artigo [more]

Consumidora obtém liminar na justiça para não pagar por viagem realizada em cruzeiro

No último mês de fevereiro, o escritório foi procurado por uma cliente para que pudéssemos interceder junto ao Poder judiciário para reparar os danos que sofreu, já que sua primeira viagem internacional [more]

UM PASSEIO PELA HISTÓRIA DOS DIREITOS HUMANOS

Galbraith, um economista nascido no Canadá e muito respeitado em sua área, afirmava que na sociedade em que vivemos conhecimento é sinônimo de poder. Eu acredito que ele estava certíssimo, mas vou mais [more]

Compartilhe este texto nas redes sociais: