ANHANGUERA ADQUIRE A UNIABC POR R$ 55.000.000,00

Em mais uma “tacada” que custou   precisamente R$ 55.989.000,00,  ao   adquirir a UNIABC o Grupo Educacional Anhanguera deu mais um passo que,     seguramente, tem tudo para agitar muito o mercado educacional no ABC e regiões   vizinhas.Já faz algum tempo, a ANHANGUERA já   adquirira a UniA (Antiga Faculdade Senador Fláquer) e a FAENAC. Nada,   entretanto, que possa ser comparado à aquisição da UNIABC, quer em relação ao   tamanho da instituição, quer na tradição e presença no ABC paulista. Afinal,   a UNIABC (que já se chamou FEC e depois UNIFEC) existe há quarenta e dois   anos, tem, hoje, aproximadamente dez mil alunos e uma localização   privilegiada (na divisa entre Santo André e São Caetano do Sul, ao lado da   estação ferroviária), além de ser dotada de instalações significativamente   modernas para o padrão convencional.

A aquisição tem potencial para causar   imenso impacto no mercado educacional em razão do formato de negócio proposto   pelo Grupo Anhanguera, que consiste em trazer para o ensino as práticas   comprovadamente eficazes utilizadas no mundo empresarial: agressiva   diminuição de custos com corte de pessoal , ganhos em escala através da   padronização dos procedimentos e demissão de professores que ganham salários   acima de um padrão previamente fixado para todo o grupo, independentemente de   qual seja a avaliação do trabalho destes profissionais pelos alunos e por   seus pares.
Segundo os gestores da ANHANGUERA, através   da adoção destes procedimentos é possível baratear substancialmente o preço   das mensalidades e, em consequência, abrir as portas da UNIVERSIDADE para uma   significativa parcela da população que, em outras condições, não teria acesso   ao ensino superior, oferecendo uma qualidade de ensino, no mínimo, razoável.
Na contramão do senso comum, o   advogado titular do Cristo Constantino & Advogados Associados, Ismael   Cristo, oferece, como contribuição para o debate, as reflexões de quem,   privilegiadamente, viveu a experiência de trabalhar para ambas as   instituições:
“Graças à generosa acolhida do Dr.   Jorginho Yunes e do Professor Valmor Bolan, vivi a experiência de participar   das discussões que originaram o projeto pedagógico, assim como, participei   dos processos de autorização e reconhecimento de todos os primeiros cursos da   FAENAC, trabalhei como primeiro diretor do Curso de Direito daquela   instituição e ministrei aulas para diversos cursos e, também fui honrado com   o privilégio de atuar como professor da UNIABC no primeiro semestre de 2010.   Em razão disto pude acompanhar, muito de perto, as alterações trazidas pela   aquisição da Anhanguera ao ambiente da FAENAC: as resistências encontradas   pelos novos gestores são inumeráveis, pois retira as pessoas de sua zona de   conforto e as transporta para as incertezas do “novo” e, convenhamos, poucas   pessoas aceitam “o novo” com naturalidade. Apenas para ilustrar, as moças do   R.H incumbidas de noticiar aos empregados sua demissão eram carinhosamente   denominada de “Cavaleiros do Apocalipse”.  Certamente, eu necessitaria, provavelmente   de escrever um livro para examinar o assunto com a profundidade que merece,   mas resumo minhas percepções com as seguintes palavras: eu já estava muito   insatisfeito com o resultado de nosso trabalho antes das aquisições: a   maioria dos alunos e professores pouco motivados, baixíssimo aproveitamento   nas notas das avaliações (apenas o suficiente para a aprovação), quase   nenhuma adesão aos chamados para participar de palestras, realizar trabalhos   científicos, engajar-se nas causas de responsabilidade social e   sustentabilidade, resistência agressiva às propostas didáticas mais exigentes   dos professores (como adotar a leitura de uma obra clássica, realizar   avaliações orais ou trabalhos individuais extraclasse…) e, para o nosso   desencanto, uma aproveitamento no exame da OAB muito inferior ao sofrível:   apenas para que se faça uma ideia desta afirmação, recentemente se divulgou   que de cento e sete alunos inscritos, a FAENAC aprovara quatro candidatos. Em   um quadro tão aterrador como este, todas as propostas de mudança merecem, no   mínimo, alguma atenção e, creio, firmemente, que se a Anhanguera, e qualquer   outra instituição de ensino, conseguirem dar cumprimento à sua promessa de   investir na formação dos professores, avaliando-os de perto e estimulando a   meritocracia, bem como criarem métodos de avaliação de desempenho eficazes,   seguramente assegurarão ao Mercado de Trabalho e sociedade profissionais e   cidadãos muito mais aptos às atuais demandas deste mundo tão mutável e   complexo”.
Leia, abaixo, o comunicado oficial da   Anhanguera, dirigido aos seus investidores, dando conta da aquisição da   UNIABC
Valinhos, 27 de julho de 2011 – A Anhanguera Educacional Participações S.A. (“Companhia”), em cumprimento ao previsto no artigo 157, §4º, da Lei nº 6.404/76 e ao disposto na Instrução CVM nº 358/02, comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral que, em 27 de julho de 2011, celebrou, por meio de sua subsidiária Anhanguera Educacional Ltda., Instrumento Particular de Compra e Venda de Quotas e Outras Avenças, pelo qual a Companhia adquiriu 100% das quotas de emissão da UNIFEC – União Para a Formação, Educação e Cultura do ABC Ltda. (“UNIFEC”), sociedade mantenedora da instituição de ensino superior denominada Universidade do Grande ABC.
O valor da aquisição totaliza R$55.989.000,00 (cinquenta e cinco milhões, novecentos e oitenta e nove mil reais), sendo (i) R$49.497.579,00 (quarenta e nove milhões, quatrocentos e noventa e sete mil, quinhentos e setenta e nove reais), pagos à vista, por 100% das cotas da UNIFEC; e (ii) R$ 6.491.421,00 (seis milhões, quatrocentos e noventa e um mil, quatrocentos e vinte um reais) em passivos e endividamento.
A UNIFEC possui 9 mil alunos de ensino superior matriculados em seu campus, localizado na Cidade de Santo André, Estado de São Paulo. A aquisição representa o fortalecimento da presença da Companhia na região do Grande ABC, em linha com sua estratégia de expansão nacional.
Tendo em vista que o valor do patrimônio líquido contábil da Companhia era, em 31 de março de 2011, de R$2.051.556.000,00 (dois bilhões, cinqüenta e um milhões, quinhentos e cinqüenta e seis mil reais), a aquisição da UNIFEC não constitui investimento relevante para a Companhia, nos termos do inciso I do Artigo 256 da Lei nº 6.404/76. No entanto, esclarecemos que a análise da aplicação do inciso II do Artigo 256 da Lei nº 6.404/76 depende de elaboração de laudos de avaliação ainda não concluídos. Assim, os acionistas da Companhia serão oportunamente informados caso houver necessidade de deliberação da Assembléia Geral para aprovar a aquisição da totalidade das quotas de emissão UNIFEC, bem como sobre a possibilidade de exercício de recesso pelos acionistas dissidentes e condições para o seu exercício, em atendimento ao disposto no artigo 256, da Lei n.º 6.404/76.
Sobre a Anhanguera Educacional Participações S.A.
A Anhanguera Educacional Participações S.A. é a maior organização privada com fins lucrativos do setor de educação no Brasil, com unidades de ensino em todos os estados brasileiros e também no Distrito Federal. Em suas mais de 550 unidades são oferecidas mais de 90 modalidades de cursos de graduação e graduação tecnológica, que incluem as áreas de administração, direito, engenharia, saúde e outras ciências sociais aplicadas, além de cursos de pós-graduação, extensão e formação profissional. A maioria de seus alunos são jovens de média e média-baixa renda que trabalham durante o dia e estudam à noite, um segmento pouco atendido pelas instituições de ensino superior do Brasil. A Companhia é comprometida a oferecer ensino de qualidade que ajude esses jovens trabalhadores a alcançar formação educacional compatível com as exigências do mercado de trabalho e a aumentar suas perspectivas de desenvolvimento profissional. A Anhanguera Educacional é listada no Novo Mercado da BM&FBovespa e é negociada com o código “AEDU3”.
Para mais informações contate o Departamento de Relações com Investidores:
José Augusto Teixeira – Vice Presidente de Planejamento e Relações com Investidores
Vitor Pini – Diretor de Relações com Investidores
Fone: +55 (19) 3512-1799 | 1771
E-mail: dri@unianhanguera.edu
Parte inferior do formulário
Compartilhe este texto nas redes sociais: